sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Declaração do ITR

Segue até o dia 29 de setembro, o prazo para os proprietários rurais declarem o ITR (Imposto Territorial Rural), referente ao exercício de 2017. O processo deve ser elaborado pelo Programa Gerador da Declaração do ITR (ITR2017), disponível no site da Receita Federal.

O Valor do ITR pode ser pago em até quatro quotas iguais mensais.

A primeira e quota única devem ser pagas até 29/09, e as demais até o último dia útil de cada mês. Após o prazo, o contribuinte está sujeito a multa.

Para requisitar o auxilio no preenchimento do ITR, basta o associado agendar o atendimento pelo telefone (12) 3132-4400.

Cunha realiza Torneio Leiteiro


Já está tudo pronto para o 19º Torneio Leiteiro "Chico do Lau", em Cunha, que acontece entre os dias 6 e 9 de setembro no Recinto de Exposições, do bairro do Falcão, na Av. Daher Pedro.

Além da disputa dos melhores produtores, o evento ainda contará com shows musicais, barracas típicas e um shopping de animais. O Torneio é uma realização da Cooperativa Serramar, com o apoio da Associação Agropecuária, Sindicato Rural e Prefeitura Municipal. Outra novidade é a realização em paralelo da 1ª Copa de marcha - Marchavale de Cunha, nos dias 7,8,9.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

PALESTRA: PLANO DE SAFRA 2017/2018

Dia 27 de julho às 18h30
Escritório Regional de Cunha/SP
Av. Daher Pedro, n° 916 - Bairro Falcão


Dia 4 de agosto às 18h30
Escritório Central de Guaratinguetá/SP
Praça Santo Antonio, n° 176 - Centro

 

Realização



segunda-feira, 5 de junho de 2017

Palestra Recursos Hídricos do Piaguí - EXPOGUARÁ

A última palestra promovida pela Expoguará, no dia 09 de junho, às 17h30m, vem com o assunto da "Outorga coletiva no perímetro irrigado do Piaguí - um avanço para a gestão dos recursos hídricos no Vale do Paraíba". Mais uma palestra realizada pela SAA - CATI Regional Guaratinguetá em parceria com o Engenheiro Agrônomo Marcos Martinelli.

A adequação ambiental das propriedades, com a proteção dos mananciais e de importantes remanescentes de vegetação nativa, tem sido considerada essencial para que a atividade agrícola seja sustentável em longo prazo e garanta a competitividade a ser alcançada.

Essa palestra vem esclarecer que está em andamento um levantamento cadastral dos usuários de água na região denominada perímetro irrigado do Piaguí, para que seja elaborada uma outorga coletiva, reunindo produtores que utilizam a água dos canais de irrigação projetados e construídos pelo Estado de São Paulo há mais de 50 anos.

A outorga é um instrumento de gestão dos recursos hídricos que permite assegurar o acesso desse bem essencial a todos que dele necessitem. Trata-se de uma licença temporária, renovável a cada 5 anos, de uso da água de mananciais, sejam eles de domínio federal ou estadual. No caso do rio Piaguí, como se trata de um rio estadual, a outorga é concedida pelo DAEE.

Além de regularizar a situação do uso de recursos hídricos pelos produtores, a outorga coletiva permitirá que eles possam ter acesso às políticas públicas das diferentes esferas como, por exemplo, ao crédito rural.

Essa é uma iniciativa conjunta da SAA - CATI Regional de Guaratinguetá, da Prefeitura Municipal de Guaratinguetá, da Cooperativa dos Produtores de Arroz do Vale do Paraíba - COOPAVALPA, da Associação Rural do Piaguí, com o apoio do DAEE.

Confira a grade completa de palestras e encontros do dia 09 de junho:

Palestra Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável - EXPOGUARÁ

A terceira palestra do dia 09 de junho, promovida pela Expoguará, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura de Guaratinguetá, Coopavalpa e SAA - CATI Regional Guaratinguetá, aborda o assunto do Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável.

O Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável (PDRS) tem como objetivo principal aumentar a competitividade da agricultura familiar no estado de São Paulo, melhorando simultaneamente sua sustentabilidade ambiental. Apesar da importância econômica da produção agrícola familiar, há fatores que tem impedido seu desenvolvimento e a inclusão de produtos no mercado. Por exemplo: infraestrutura inadequada, que provoca deficiência na estocagem e escoamento da produção; altos custos de transporte; pouca informação sobre a demanda de mercado; dificuldade na negociação com grandes empresas; padronização dos produtos.

O PDRS incentivará os agricultores familiares a adotarem melhores práticas de produção, comercialização e organização, e ao mesmo tempo proporcionará melhorias na infraestrutura física e fortalecimento das instituições públicas de atendimento a esse setor.

A SAA - CATI Regional Guaratinguetá e a Prefeitura Municipal de Guaratinguetá, juntamente com a diretoria e cooperados da Cooperativa dos Produtores de Arroz do Vale do Paraíba (COOPAVALPA) apresentarão os benefícios do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável - PDRS - Microbacias II, como investimentos para projeto de construção de armazéns, silos graneleiros, balança rodoviária e revitalização de trechos de aproximadamente 11 Km de estradas rurais na Colônia do Piaguí.

Confira a programação completa de palestras e encontros do dia 09 de junho, na Expoguará:

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Palestra Políticas Públicas para agricultura familiar - EXPOGUARÁ

Continuando com o ciclo de palestras e encontros técnicos promovidos pela Expoguará, as 15h50, no dia 09 de junho, a segunda palestra vem com o tema "Políticas públicas do Estado de São Paulo para fortalecimento das compras institucionais da agricultura familiar e da segurança alimentar e nutricional".

A palestra apresentará o funcionamento dos principais programas estaduais de compras institucionais da agricultura familiar, além de abordar o tema "Segurança Alimentar", que tem como objetivo específico a defesa, a promoção e a garantia do direito humano à alimentação adequada e saudável para cada habitante do Estado de São Paulo, independentemente de sua idade e condição social.

Agricultores familiares podem participar das chamadas públicas para serem fornecedoras de alimentos.Grande parte da população, inclusive, os próprios agricultores, desconhecem a legislação que determina  que 30% dos alimentos venham de agricultores familiares.

A Lei Federal nº 11.947, de 16 de junho de 2009, diz que no mínimo 30% do valor repassado a estados, municípios e Distrito Federal pelo Fundo Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), deve ser utilizado na compra de alimentos diretamente da agricultura familiar. A finalidade é ampliar  não só a inclusão social e produtiva das populações tradicionais, mas também oferecer uma alimentação de maior qualidade aos estudantes.

Em São Paulo, há o Programa Paulista de Agricultura de interesse Social (PPAIS), criado em 2011, que exige os mesmos 30% das verbas estaduais disponíveis para a compra de alimentos da agricultura familiar, como frutas, verduras, legumes  e outros, adquiridos e encaminhados para hospitais, escolas, presídios, entre outros.

Ainda no dia 09 de junho teremos mais palestras. Confira:


Palestra Programa Nacional de Alimentação Escolar - EXPOGUARÁ

Dia 09 de junho, a Expoguará apresenta um ciclo de palestras e encontros técnicos.

O Programa Nacional de Alimentação Escolar em Guaratinguetá será o tema da primeira palestra do dia, às 15h.

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), implantado em 1955, contribui para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem, o rendimento escolar dos estudantes e a formação de hábitos alimentares saudáveis, por meio da oferta da alimentação escolar e de ações de educação alimentar e nutricional. São atendidos pelo programa os alunos de toda a educação básica (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos) matriculados em escolas públicas, filantrópicas e em entidades comunitárias.

A palestra tem por objetivo prestar esclarecimentos e orientações aos agricultores familiares e agentes públicos dos setores de educação e de compras de alimentos das Prefeituras Municipais sobre o funcionamento do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Para o funcionamento do PNAE, as Prefeituras recebem recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), cujo montante de no mínimo 30% dos recursos devem ser destinados à compra de produtos agrícolas dos agricultores familiares do Município e da região e destinados para a merenda escolar.

Além dessa, no dia 9 de junho, teremos mais 3 palestras. Confira:

terça-feira, 30 de maio de 2017

1º ENCONTRO DE CÃES - EXPOGUARÁ

A programação da Expo Guará está ficando cada vez melhor!  Esse ano, em parceria com a Clinicão Veterinária, acontecerá o 1º Encontro de Cães. As atividades contarão com apresentações, concursos e premiações.

Você sabia que cachorros podem, de fato, ser os melhores amigos do homem porque compartilham uma história evolutiva em comum muito mais longa do que se imaginava. Estudo publicado esta semana na “Nature Communications” revelou que os cães teriam sido domesticados há 32 mil anos — quase o dobro do que se acreditava. Esta duradoura e intensa relação teria, inclusive, um impacto na genética dos animais e dos homens, que foi ficando parecida em alguns aspectos. 

Na verdade, conclui o estudo, os cães se auto-domesticaram para serem mais aceitos pelos humanos que, por sua vez, também se adaptaram aos animais.




PROGRAMAÇÃO:
9h – Concentração com fotos
9h30 – Apresentação Agility – Brigada Veneno
10h30 – Dicas de Adestramento
11h – Concurso com Prêmios
(Seu cão pode concorrer em várias categorias: Maior Cão, Menor Cão, Fêmea Fashion, Macho Estiloso, Filhote mais Fofo)

ATENÇÃO:
- Cães de grande porte devem estar de focinheira.
- Cada tutor deve estar responsável por apenas um cão.
- Não leve cães fêmeas que estejam no cio.
- Seu cão precisa estar com guia e colar de elos.

Mais informações:

Associação Agropecuária de Guaratinguetá
Praça Santo Antônio, 176, Centro, Centro Guaratinguetá - SP
(12) 3132-4400          email: expoguara@assopec.com.br

sexta-feira, 26 de maio de 2017

1º ENCONTRO DE VIOLEIROS


O encontro dos violeiros tem como objetivo divulgar a cultura popular brasileira, sobretudo a tradição caipira, por meio das modas de viola.
A viola vem da cultura ibérica de onde surgiu por influência dos mouros e chegou ao Brasil no início da colonização portuguesa, trazida por colonos e jesuítas. É um instrumento de bojo e escala menores que os do violão. Possuem geralmente dez cordas divididas em cinco pares e tem a cintura mais acentuada, característica que produz um som mais agudo. 

No Brasil, a viola é encontrada em quase todos os Estados. A viola de 10 cordas é mais conhecida como Viola Caipira, muito utilizada pelas duplas de cantadores e em quase todas as manifestações da cultura popular, como no fandango, nas folias de reis, nos batuques dentre outros. A urbanização da viola, isto é, a sua entrada nos palcos e, hoje, nos estúdios de gravação, auditórios das estações de rádio e televisão, deve-se ao saudoso folclorista paulistano Cornélio Pires, que em 1910 organizou um programa de violas no palco da cidade de Tietê e, pouco mais tarde, um festival em São Paulo.

A ExpoGuará traz sua 1ª edição do “Encontro dos Violeiros” no dia 11 de junho, domingo, das 12 horas às 19 horas. A entrada é franca.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

VEM AÍ....EXPOGUARÁ 2017


Entre os dias 8 e 11 de junho, Guaratinguetá vai sediar a Expoguará 2017, a Feira Comercial, Industrial, Turística e do Agronegócio. O tradicional encontro da agropecuária regional será realizado no Recinto de Exposições, na estrada Velha Guará-Lorena, com entrada gratuita.

Ao todo mais de 500 animais são esperados no evento, entre bovinos, equinos, muares e cães. A realização é da Associação Agropecuária e Sindicato Rural de Guaratinguetá, em parceria com a Prefeitura da Estância Turística de Guaratinguetá e Cooperativa de Laticínios Serramar.


Além da exposição de animais diversos, a programação ainda conta com a realização de torneio leiteiro, leilão de gado, palestras técnicas, parque de diversões, shows musicais, praça de alimentação, feira de variedades e apresentação de máquinas e implementos agrícolas.

terça-feira, 9 de maio de 2017

SÃO PAULO INICIA CAMPANHA CONTRA AFTOSA E BRUCELOSE

FEBRE AFTOSA E BRUCELOSE
 O Ministério da Agricultura iniciou no último dia 1º de maio a campanha de vacinação contra a febre aftosa e brucelose, no estado de São Paulo. Nessa primeira fase, que segue até o dia 31, devem ser imunizados contra a aftosa os bovinos e bubalinos de zero a 24 meses de idade. Em relação a brucelose, a dose deve ser aplicada nas fêmeas, de três a oito meses.

Após o prazo, o criador tem até o dia 7 de junho para comunicar a vacinação ao órgão oficial de Defesa Agropecuária, ou através do sistema informatizado Gedave. É preciso, ainda, declarar  todos os animais de outras espécies existentes na propriedade, tais como: equídeos (equinos, asininos e muares), suídeos (suínos, javalis e javaporco), ovinos, caprinos, aves (granjas de aves  domésticas, criatórios de avestruzes).

Há 21 anos o Estado não registra focos da aftosa. A imunização é obrigatória e o criador que não aplicar ou não comunicar a vacinação à Defesa Agropecuária, pagará multa de 5 UFESPs (R$ 117,75) por cabeça não vacinada, e 3 UFESPs (R$70,65) por cabeça não comunicada.

Mais informações entre em contato com nossos escritórios.
Fone: (12) 3132-4400

segunda-feira, 8 de maio de 2017

STF APROVA FUNRURAL

FUNDO DE ASSISTÊNCIA AO TRABALHADOR RURAL

Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgada em março, considerou constitucional a cobrança do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural) do empregador rural pessoa física, nos termos do artigo 25 da Lei 8.212/1991, em concordância com um recurso da União contra a decisão do Tribunal Regional da 4ª Região que, em 2011, havia julgado ilegal a contribuição social de 2,1% sobre a receita bruta da comercialização da produção.
O processo ainda está em tramitação no STF, mas é importante que os produtores rurais se atentem às Leis do Funrural para entender as mudanças e de que forma elas incidem em cada caso. Quando a Justiça alegou a inconstitucionalidade do fundo em 2011, muitos produtores conquistaram liminares e deixaram de contribuir. Caso o STF determine o pagamento retroativo, será necessário recolher o valor referente aos últimos cinco anos.

Entenda 
O Funrural trata-se de uma contribuição destinada para custear a Previdência Social. É importante salientar que, mesmo quem decide recolher o INSS por fora, é obrigado a pagar o tributo, ou seja, para garantir a aposentadoria é preciso contribuir das duas formas. O imposto é cobrado sobre o resultado bruto da produção comercializada e atinge produtores do país inteiro, independente do tamanho da  Entenda O Funrural trata-se de uma contribuição destinada para custear a Previdência Social. É importante salientar que, mesmo quem decide recolher o INSS por fora, é obrigado a pagar o tributo, ou seja, para garantir a aposentadoria é preciso contribuir das duas formas. O imposto é cobrado sobre o resultado bruto da produção comercializada e atinge produtores do país inteiro, independente do tamanho da deve destinar o dinheiro ao governo, é o comprador (pessoa jurídica). A mesma regra vale para produtores pessoa física que comercializam produtos entre si e, neste caso, quem tem a obrigação de fazer o recolhimento é o próprio produtor que vendeu a produção.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

RECLAMAÇÃO DE QUEDA DE ENERGIA



RECLAMAÇÃO DE:
  • CHAMADOS NÃO ATENDIDOS
  • DEMORA NO ATENDIMENTO
  • PREJUÍZOS CAUSADOS
FAÇA SUA RECLAMAÇÃO NO SETOR FISCAL DOS ESCRITÓRIOS DA ASSOCIAÇÃO AGROPECUÁRIA E SINDICATO RURAL DE GUARATINGUETÁ, CUNHA E LAGOINHA.