sexta-feira, 15 de julho de 2016

Estado de São Paulo vacinou na primeira fase 99,46% de seu rebanho contra a aftosa, informa CDA









O índice de vacinação contra a febre aftosa no Estado de São Paulo durante o mês de maio, quando foram vacinados bovinos e bubalinos com idade de zero a 24 meses, foi de 99,46%, informa a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O rebanho bovídeo nesta faixa etária é de 4.543.182 cabeças. Os dados são do relatório de fechamento da etapa no Sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave).
“Nesta etapa, 111.290 propriedades declararam a vacinação de 4.518.598 bovídeos, o que totaliza 99,46% dos animais envolvidos na etapa. As equipes da Defesa no Estado, durante o mês de maio, realizaram 1.039 vacinações assistidas, com 38.026 bovídeos vacinados e 53 vacinações foram fiscalizadas, com 1.734 bovídeos vacinados”, informou o médico veterinário da Secretaria, Hugo Leonardo Riani Costa, que na Defesa Agropecuária responde pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa.
O Estado de São Paulo vem obtendo índices superiores a 99 por cento nas últimas campanhas no mesmo período. Esse índice é considerado excelente, visto que a vacinação é realizada pelos produtores. Aqueles que deixaram de vacinar ou informar a vacinação estão sendo visitados pela Defesa Agropecuária.
A vacinação e a comunicação da vacinação no Estado de São Paulo são obrigatórias. Deixar de vacinar implica em autuação de 5 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps) por cabeça. Deixar de comunicar a vacinação implica em multa de três Ufesps. O valor de cada unidade é 23,55 reais.
A próxima etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa será realizada durante o mês de novembro, quando todos os animais do rebanho bovídeo deverão ser vacinados.

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento - http://www.agricultura.sp.gov.br/


quinta-feira, 14 de julho de 2016

Atendimento Agronômico

Uma vez por mês um agrônomo visitará as unidades para oferecer orientação sobre:
Crédito rural
Financiamento rural
Correção de solo
Adubação
Manejo
Recuperação de pastagem
Formulção de concentrados e proteínados
Mias informações ligue (12) 3132-4400


segunda-feira, 4 de julho de 2016

Torneio Leiteiro dos Motas


A Assomotas (Associação dos Produtores Rurais dos Motas) realiza de 03 à 06 de agosto o 23º Torneio Leiteiro dos Motas, que acontece no recinto de eventos do bairro dos Motas, na estrada dos Motas, km16.

A competição deve reunir cerca de 20 animais das raças Gir e Girolando.

Ao todo serão sete ordenhas,com o encerramento e premiação programados para o sábado, às 20h.


As inscrições podem ser feitas pelos telefones 97401-0264 (Rogério) ou 7817-5944 (Fernando).


Entidades comemoram sucesso de mais uma edição da Expoguará


Com a participação de aproximadamente 500 animais de quatro estados do país, a Expoguará 2016, Feira Comercial e Industrial do Agronegócio, manteve sua tradição e mostrou a força da economia rural da região.

O evento, que neste ano aconteceu em paralelo com a Festa de Santo Antônio e o Aniversário de Guaratinguetá, realizados juntos no Recinto de Exposições, contou com uma extensa programação.

Entre os destaques, houve a realização da 7º Exposição Interestadual de Gado Girolando; a 2º Exposição de Gado Gir Leiteiro e a 1º Exposição de Gado Holandês, que juntas reuniram cerca
de 300 bovinos.

A força da pecuária leiteira foi colocada à prova com a realização do 11º torneio leiteiro “Quim Galvão”. A vaca vencedora, Andresa, do criador Roberto Alcalde, produziu mais de 60kg de  leite por dia. Além disso, houve o 2º torneio leiteiro de gado GIR “Joaquim Caltabiano” e o 4º Leilão 1000L Serramar, de matrizes leiteiras, que movimentou mais de R$ 230 mil.

O público também pode conferir a 9° Etapa Nacional da Exposição do Cavalo Mangalarga e a 1° Exposição do Cavalo Pampa, realizadas em paralelo com as tradicionais provas de marcha de equinos e muares.

Para estimular o desenvolvimento da economia agrícola, o evento ainda contou com o fórum “Do Campo ao Consumidor”, realizado por meio do convênio FAESP/SENAR, com a participação de 90 produtores rurais da região.

A Expoguará 2016 foi uma realização da Associação Agropecuária, Sindicato Rural de Guaratinguetá e Cooperativa de Laticínios Serramar, com o apoio da Prefeitura de Guaratinguetá e Paróquia de Santo Antônio.

Foi um grande evento e possível graças a união de esforços de todos os evolvidos: entidades, prefeitura, paróquia e, principalmente os produtores rurais, que participaram efetivamente das atividades, trazendo seus animais.
Thiago Chaves
Presidente da Associação Agropecuária de Guaratinguetá

Os shows e atrações chamam a atenção do público, que vai até a festa e paralelamente,
acaba conhecendo um pouco também da força do agronegócio de nossa região,que é o principal objetivoda programação técnica da Expoguará.
Fábio Públio Campos
Presidente Sindicato Rural de Guaratinguetá

Eventos como esse são fundamentais para desenvolver a agropecuária no Estado, ossibilitando aosprodutores conhecer os animais com as melhores qualidades genéticas, melhores indicadores de produção, podendo melhorar seus rebanhos e consequentemente a produção doEstado.
José Luiz Fontes
Assessor da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo