sexta-feira, 15 de julho de 2016

Estado de São Paulo vacinou na primeira fase 99,46% de seu rebanho contra a aftosa, informa CDA









O índice de vacinação contra a febre aftosa no Estado de São Paulo durante o mês de maio, quando foram vacinados bovinos e bubalinos com idade de zero a 24 meses, foi de 99,46%, informa a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O rebanho bovídeo nesta faixa etária é de 4.543.182 cabeças. Os dados são do relatório de fechamento da etapa no Sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave).
“Nesta etapa, 111.290 propriedades declararam a vacinação de 4.518.598 bovídeos, o que totaliza 99,46% dos animais envolvidos na etapa. As equipes da Defesa no Estado, durante o mês de maio, realizaram 1.039 vacinações assistidas, com 38.026 bovídeos vacinados e 53 vacinações foram fiscalizadas, com 1.734 bovídeos vacinados”, informou o médico veterinário da Secretaria, Hugo Leonardo Riani Costa, que na Defesa Agropecuária responde pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa.
O Estado de São Paulo vem obtendo índices superiores a 99 por cento nas últimas campanhas no mesmo período. Esse índice é considerado excelente, visto que a vacinação é realizada pelos produtores. Aqueles que deixaram de vacinar ou informar a vacinação estão sendo visitados pela Defesa Agropecuária.
A vacinação e a comunicação da vacinação no Estado de São Paulo são obrigatórias. Deixar de vacinar implica em autuação de 5 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesps) por cabeça. Deixar de comunicar a vacinação implica em multa de três Ufesps. O valor de cada unidade é 23,55 reais.
A próxima etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa será realizada durante o mês de novembro, quando todos os animais do rebanho bovídeo deverão ser vacinados.

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento - http://www.agricultura.sp.gov.br/


Nenhum comentário:

Postar um comentário