quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Simpósio une cooperativas, produtores e profissionais em prol da capacitação e melhoria técnica


    Uma das principais bacias leiteiras de São Paulo, a região tem muito a crescer na produtividade de olho no mercado consumidor do Rio e São Paulo

Com a participação de 450 produtores, estudantes e profissionais técnicos do Vale do Paraíba, Sul de Minas e Sul Fluminense, o 1º Simpósio de Pecuária Leiteira realizado nesta quarta-feira (13/7) no Hotel Clube dos 500, em Guaratinguetá, discutiu as alternativas para o desenvolvimento desse importante segmento do agronegócio. O evento foi uma realização da Associação Agropecuária de Guaratinguetá, em parceria com as cooperativas Serramar, Comevap e Cooper.

Logo na abertura, o presidente da cooperativa Serramar, de Guaratinguetá, Pedro Guimarães, destacou justamente a integração proporcionada pelo Simpósio. “Esta união é importante para o desenvolvimento da pecuária leiteira em toda região. A gente tem nas mãos o mercado de São Paulo e do Rio de Janeiro e as cooperativas têm agido em prol do desenvolvimento”, disse.

A parceria entre as cooperativas ficou ainda mais evidente quando foi anunciado que o evento será itinerante, com a proposta de novas edições em Taubaté e São José dos Campos, nos próximos anos.  “Se não fizermos ações para união das cooperativas do Vale, quem perde é o produtor rural”, reforçou o presidente da Comevap, de Taubaté, José Francisco Gomes.

Benedito Vieira, presidente da Cooper, de São José dos Campos, destacou que a competição mais sadia é aquela em que todos se envolvem com foco na melhoria dos produtos oferecidos à população. “Ficamos muito felizes em ver a aceitação dos produtores pelo Simpósio”, afirmou.

Apesar de já figurar entre as principais bacias leiteiras de São Paulo, com uma produção anual superior a 200 milhões de litros, o objetivo do encontro é aumentar ainda mais a produtividade regional por meio da oferta continua de capacitação aos produtores rurais.

 “É preciso aproximar o produtor das entidades de fomento para fortalecermos as cadeias de produção. O intuito do evento foi fazer justamente esta integração entre produtores e técnicos, trazendo mais resultados no aumento da produção e também da rentabilidade”, explicou Thiago Chaves, presidente Associação Agropecuária de Guaratinguetá.

Com cerca de 3000 propriedades dedicadas a pecuária leiteira, na maioria classificados como negócios familiares, esse segmento do agronegócio tem um papel importante na geração de renda e trabalho na região. “Isto mostra a força do campo no desenvolvimento econômico de qualquer município e é reflexo das parcerias com o Poder Público”, falou o prefeito de Guaratinguetá, Francisco Carlos Moreira dos Santos (PSDB), que também participou da abertura do evento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário