quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Compost Barn conquista produtores de leite



Foi depois de fazer visitas técnicas em fazendas no sul de Minas Gerais, que o produtor rural Márcio Alves de Oliveira, conheceu o Compost Barn, um sistema inovador, para a criação de gado leiteiro, que resulta em melhoria na qualidade do leite e na produtividade por vaca.

Após buscar orientação técnica, o proprietário do sítio Pedra Branca, em Cunha, fez um investimento de R$ 90 mil e hoje conta com um galpão de 420 metros², onde ficam 42 vacas.

Após a introdução do sistema, com ventiladores e uma cama de forragem sustentável, ele já contabiliza um acréscimo de 30% na produtividade de leite nas duas ordenhas realizadas diariamente, passando de 14 litros por vaca dia para 21 litros vaca por dia.

“O gado engordou mais e com isso também tive uma melhora de 90% na reprodução. Os resultados
compensam, mesmo com o aumento na conta de energia elétrica, que subiu de R$ 200 para R$ 600 por mês, por causa do uso de ventiladores para manter a temperatura ambiente e a umidade adequada para a cama”, disse o produtor.

Conforto
Segundo o médico veterinário Eduardo Corrêa Brito, mestre em ciência e tecnologia do leite pela UFJF, o sistema depende muito da umidade da cama, na qual os animais se acomodam. “Uma boa cama precisa ter uma boa relação de carbono, nitrogênio e umidade, sendo o pó de serra um dos produtos ideais, pois tem uma melhor relação de carbono para os microrganismos se desenvolverem”, explicou.

Corrêa porem alerta que o Compost Barn tem seus pontos negativos. “O manejo precisa ser bem feito, caso contrário o sistema não será adequado, não ocorrendo a compostagem dos dejetos com a serragem, causando a morte das bactérias benéficas da cama, e proliferando as bactérias causadoras
de doenças infecciosas que afetam a produtividade e a qualidade do leite. O Alto custo de implantação e também o Capacitação gasto de energia, são outros fatores que restringem a  implantação do sistema, sem falar nas fontes limitadas de camas em algumas localidades”, alertou.

Mas se aplicado corretamente, o Compost Barn oferece mais conforto aos animais, promovendo redução de mão de obra, melhora na qualidade do leite, diminuição da incidência de moscas e carrapatos e no uso de antibióticos, sem falar nos ganhos de produtividade. “Sugiro que os
produtores que queiram implantar o sistema façam visitas a várias propriedades para conhecerem melhor o sistema e seu funcionamento”, orientou o veterinário.


Nenhum comentário:

Postar um comentário